Últimas Postagens

O mágico mundo macro de Wil Mijer

O mundo das fotografias macro é um mundo belíssimo, intrigante, mas, num curioso paradoxo, também pode ser entediante, quando se está envolto completamente por imagens cruelmente parecidas — seja na forma ou na ideia. Porque sim, a beleza também pode cansar, quando ela é monótona. É possível até dizer que a diferenciação é parte fundamental da beleza, seja de uma fotografia, um vídeo, um momento.

Da mesma forma, o que seriam dos mais interessantes e bonitos contos de fada e histórias infanto-juvenis se eles fossem iguais a tantos outros repetitivos? A romancista francesa (e baronesa de Dudevant) Amandine Aurore L. Dupin teria dito certa vez: “A dor apenas embeleza o que é belo”. No entanto, é fato que não se costuma ver macrofotografias de coisas negativas — à exceção, talvez, de cliques muito próximos de baratas e afins —, mas Wil Mijer é daqueles que, mesmo por entre as bonitas e tantas macros, merece uma olhada, pois ele não cria apenas imagens estáticas soltas: suas fotos parecem saídas diretamente de histórias como as que amamos ouvir quando somos pequenos. As imagens de Mijer não têm seres fantásticos, mas elas parecem vir da terra deles, os curiosos ‘amigos’ tão falados pelas crianças, que parecem estar sempre por perto, por entre as cores e pequenos seres clicados por este holandês:

macro (1)

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *

*