Últimas Postagens

Sem mãos, guerrilheiro fotógrafo das Farc chama atenção em congresso

O fotógrafo Roosevelt Jiménez Calderón, de 24 anos, tira fotos na Conferência Nacional Guerrilheira das Farc em El Diamante, Colômbia (Foto: John Vizcaino/Reuters)

O fotógrafo Roosevelt Jiménez Calderón, de 24 anos, tira fotos na Conferência Nacional Guerrilheira das Farc em El Diamante, Colômbia (Foto: John Vizcaino/Reuters)

Via G1 — O fotógrafo Roosevelt Jiménez Calderón, de 24 anos, compõe a equipe de imprensa das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e está ajudando na cobertura da Conferência Nacional Guerrilheira das Farc perto de El Diamante, na Colômbia. O ofício chama atenção, porque Roosevelt não tem ambas as mãos.

Segundo a mídia local, o jovem integra um bloco das Farc desde os 12 anos e perdeu as mãos 6 anos atrás, enquanto manejava uma mina terrestre que acabou explodindo. Isso não o impediu de seguir na ativa e exercer o cargo de fotógrafo.

O congresso
Representantes das Farc devem ratificar o recente acordo durante o décimo congresso do grupo que foi aberto à imprensa pela primeira vez.

Diante de centenas de combatentes no sul da Colômbia, o comandante rebelde Rodrigo Londono, que usa o nome de guerra de Timochenko, afirmou que as Farc desejam disseminar a mensagem de um partido político desarmado e transformar a nação andina depois de cinco décadas de guerra.

“A nossa maior aspiração é atingir muitos com a nossa mensagem até que a torrente para a transformação seja esmagadora”, disse Timochenko a uma multidão de combatentes reunidos na planície do Yari, a cerca de cinco horas da cidade mais próxima.

“Nesta guerra, não há nem vencedor nem vencido”, disse ele, vestindo uma camiseta com a imagem do fundador das Farc, Manuel Marulanda. “A maior satisfação sempre será ter ganhado a paz.”

O congresso, que até o ano passado era secreto e usado para decidir estratégia de batalha, pode oferecer uma visão sobre agenda política das Farc. A programação para o evento reflete a agenda de negociações de paz, incluindo a reforma agrária e as questões ambientais.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *

*